Fibromialgia, situações traumáticas experimentadas. Poderia ser uma causa dessa condição? Como podemos agir?

A conexão entre fibromialgia e trauma Se você suspeita que um evento doloroso ou difícil em seu passado pode ter algo a ver com seu desconforto atual, você não é o único … Muitos pacientes com fibromialgia juram que um evento traumático – seja um acidente de carro, uma doença grave – ou um período extremamente estressante – desencadeou seus sintomas, mesmo que eles não possam demonstrá-lo.

Em outros casos, a causa não é tão clara, e as pessoas com dor crônica lutam para seguir em frente sem perceber que pode haver mais razões para sua doença do que imaginam. Uma melhor compreensão da relação entre fibromialgia e trauma pode ajudá-lo a obter um alívio melhor e mais duradouro.
Experiências que podem desencadear o trauma da fibromialgia  vem de várias maneiras e as consequências podem durar muito tempo. Embora a conexão não seja totalmente compreendida, muitas pessoas com fibromialgia podem rastrear o início dos sintomas a algum trauma físico ou emocional, ou uma série de eventos traumáticos.

Depois de décadas de pesquisa, muitos especialistas estão convencidos de que eles realmente causam a fibromialgia: ♦ Trauma emocional: O transtorno de estresse pós-traumático tem sido associado à fibromialgia, mas um estresse ainda mais moderado pode afetar essa resposta específica à dor. que o estresse crônico faz com que a serotonina diminua, o que é exatamente o que ocorre em pacientes com fibromialgia.
♦ Traumas da infância: Alguns especialistas sugerem que certos tipos de eventos traumáticos durante a infância podem levar ao aparecimento de fibromialgia, como uma longa separação de um dos pais ou outro evento isolante. Estudos têm mostrado que abuso infantil, morar com um pai alcoólatra, ou lutando contra uma doença grave, aumenta significativamente as chances de desenvolver uma condição de dor crônica mais tarde na vida.
♦ Infecções:É claro que as infecções podem desencadear surtos em pacientes com fibromialgia, então não é surpreendente que algumas infecções possam desencadear a fibromialgia em pessoas geneticamente predispostas. Hepatite e HIV causam fibromialgia, mas diferentes cepas de gripe e adenovírus (o resfriado comum) e outras infecções respiratórias), também podem desencadear o aparecimento de sintomas de fibromialgia.

♦ Lesões graves: eventos que causam lesões no torso e na parte superior do corpo parecem aumentar o risco de desenvolver fibromialgia mais do que fraturas ou entorses nas extremidades. Lesões no pescoço (como chicotada) são particularmente perigosas: Os pacientes têm 10 vezes mais probabilidade de desenvolver fibromialgia um ano após a lesão.
Tratar o trauma para obter alívio É importante se concentrar no tratamento dos sintomas atuais da fibromialgia, mas como parece haver uma ligação tão forte entre o trauma e a dor crônica, vale a pena investigar o seu passado. tempo e desfazer o evento traumático, um melhor entendimento poderia ajudar a controlar seus efeitos atuais.
Identificar o trauma nem sempre é uma tarefa fácil, especialmente quando não há nenhum evento físico claro para culpar. Converse com seu médico sobre quaisquer eventos que você acha que podem estar relacionados aos seus sintomas de fibromialgia e, se um conselheiro, fisioterapeuta ou um especialista em reabilitação pode lançar alguma luz sobre o assunto.
No caso de trauma emocional, trabalhar algumas das cicatrizes e ressentimento pode deixá-lo com uma perspectiva muito mais positiva. Essa positividade faz maravilhas pela sua dor: Estudos têm mostrado que uma atitude calma e otimista pode reduza a sensação de dor.
Também pode melhorar a qualidade do sono, e um bom sono pode diminuir a sensibilidade à dor.

One thought on “Fibromialgia, situações traumáticas experimentadas. Poderia ser uma causa dessa condição? Como podemos agir?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *