Fibromialgia, como a dor dói! Podemos fazer alguma coisa?

A reabilitação perceptual melhora a função física e reduz a dor da fibromialgia em pacientes do sexo feminino, de acordo com o estudo  “Uma Nova Ferramenta de Reabilitação na Fibromialgia”.

A fibromialgia é uma doença crônica caracterizada por  dor generalizada, rigidez muscular, fadiga, enxaquecas, síndrome das pernas inquietas, distúrbios do sono e distúrbios psicológicos e cognitivos, (processos mentais como percepção, memória ou linguagem) A doença afeta principalmente mulheres – 80 a 90 por cento dos pacientes com fibromialgia são mulheres – e os pacientes tendem a passar mais tempo participando de atividades sedentárias. Foi relatado que exercícios físicos produzem um resultado positivo para rigidez articular, rigidez muscular, dor geral, sensibilidade, fadiga e efeitos colaterais positivos na disfunção cognitiva (as funções mentais que nos permitem organizar, raciocinar e controlar nossos atos voluntários Incluem saber-fazer, linguagem, reconhecer o que vemos e a capacidade de realizar.) Os pesquisadores apontaram a utilidade da reabilitação em pacientes com fibromialgia, submetidos à reabilitação perceptual.e exercício físico, com foco principalmente na dor crônica e função física em comparação com um grupo de controle.Foram analisadas 88 pacientes do sexo feminino com fibromialgia, das quais 62 foram alocadas aleatoriamente em três grupos distintos: grupo reabilitação perceptual com 20 pacientes, grupo exercício físico, com 21 pessoas, e grupo controle, com 21 membros. (Os pacientes do estudo atenderam aos critérios do American College of Rheumatology *  .

Ao final do estudo, foram analisados ​​os dados de 54 mulheres, sendo cada grupo avaliado de acordo com o ” Fibromyalgia Impact Questionnaire ” e  a Fibromyalgia Evaluation Scale., realizando-os em momentos diferentes: No início, no final do tratamento (10 sessões de reabilitação em cinco semanas) e em 12 semanas de acompanhamento Os pesquisadores observaram que as áreas do grupo de reabilitação perceptiva apresentaram uma melhora significativa na sensação de dor, comparada ao grupo controle, de acordo com os resultados dos questionários e escalas citados no parágrafo anterior *. O grupo de exercício físico também teve um bom resultado para dor e função em relação ao grupo controle, conforme indicado pelos escores e critérios de avaliação. * Não foram observadas diferenças entre os grupos de reabilitação perceptiva e desempenho. exercício físico, em nenhum dos valores medidos.
Além disso, os efeitos positivos –melhorando a função física e reduzindo a dor

– manteve-se no seguimento nos dois grupos de reabilitação. Esses resultados sugerem que a  reabilitação perceptual é uma estratégia positiva  para o tratamento de mulheres com  fibromialgia , com resultados  semelhantes aos dos exercícios físicos, em termos de melhora da função física e redução da dor. A diferença é que essa reabilitação é feita sem movimento ,  enquanto  a atividade física envolve movimento e esforço, mas traz benefícios para a saúde de todos. Os pesquisadores sugerem que estudos futuros devem avaliar os efeitos conjuntos da reabilitação perceptual e exercícios físicos na fibromialgia.
Reabilitação perceptiva: É um tratamento de reabilitação baseado na ação entre as costas do paciente, ou a parte dolorida, e uma superfície de suporte, formada por pequenos cones de látex de vários tamanhos, (altura: 3-8 cm; diâmetro da base: 2 -4 cm), e diferentes elasticidades. As bases inferiores destes cones são aplicadas sobre uma superfície rígida de madeira com tiras elásticas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *